BdT - Gazeta de Konsvow  

Posted by Diego Erik in



Enciclopédia de Konsvow


Meses (dias 1 a 30, semanas de 10 dias)
1 - Princesa. Fim do Inverno.
2 - Rei. Início da Primavera.
3 - Escudeiro. Equinócio de Primavera.
4 - Guerreiro. Fim da Primavera.
5 - Mago. Início do Verão.
6 - Cavaleiro. Solstício de Verão.
7 - Espião. Fim do Verão.
8 - Rainha. Início do Outono.
9 - Ladrão. Equinócio de Outono.
10 - Viajante. Fim do Outono.
11 - Aprendiz. Início do Inverno.
12 - Amante. Solstício de Inverno.



Personalidades

Adramach Maldrov, hierarca (42): Duque da Antiga Valonde, era um dos Arquimagos do conselho, sem pouco apoio político. Aliou-se ao atual Sacro Imperador em sua coroação. É um feiticeiro duro, com ideias extremas.
Adrian Levett, alto feiticeiro (51): Místico humano de grande habilidade, liderou a ocupação em Thalanis. Legalmente o grande duque Mormont não possui direito de depossar o duque Valcroix, portanto oficialmente o não-hierarca Adrian apenas superviona a ocupação Thenal.
Agranor Volshkar, falecido almirante (43): Sucessor escolhido de Volmnar, soldado, arqueólogo e explorador, membro da Ordem Paragnóstica. Após o Elo do Dragão ter sido feito veio a falecer na guerra contra Sadria, deixando um vácuo de poder.
Anira Hansart, general cavaleira (44): Líder dos Cavaleiros do Corno de Hamask, é uma matrona com grande experiência em guerra. Feriu-se gravemente na guerra de Sadria, e apesar dos ferimentos físicos terem sido curados, seu orgulho faz com que faça tudo possível para focar-se na ameaça bárbara em exclusão aos problemas internos.
Avarus Anadrach, capitão cavaleiro (33): Líder dos Cavaleiros de Baradiss, rebento da prestigiosa família Anadrach, aristocratas de Baradiss cujos rebentos tradicionalmente servem à região. Como um verdadeiro exemplo de sua família, é um homem leal até o fim, viuvo e pai de dois filhos.
Avros Valcroix, hierarca (49): Duque da região de Thalanis, dentro de Eridania. É extraoficialmente reconhecido como o líder e representante do povo Thalis no império. Como figura ativa durante a rebelião Thalis, foi tomado como prisioneiro em seu castelo quando o território foi ocupado. Agora lidera as forças da Resistência racial.
Davos Eimarch, general patrulheiro (37): Responsável pela região norte de Odaria, o general Davor é um Hamaskin apolítico, tendo suas mãos repletas com os selvagens e demônios de sempre, mas agora também os refugiados da guerra civil.
Dillion, mestre engenheiro (63): Diretor da Sociedade de Argannon, famoso mestre responsável pelo aprimoramento do Motor de Neblina. A posição do Valaryn no Karismo é única, agindo tanto como hierarca como com diplomata de Lesteiniara, mas interessado em nenhuma delas e focado na física, química e arcanismo que desenvolvem em suas oficinas.
Donov Vamleh, rei (39): Chefe-guerreiro, Protetor do Povo e Líder dos Clãs de Sadria, é a figura de aparente chefia em Sadria ao Leste, um thaar temperado em batalha e conhecedor de antiga magia de sangue. Como é costume em Sadria, sua posição depende de conquista e eficiência, ou perderá o apoio dos clãs.
Elonttel, conselheiro (41): Conselheiro Valaryn do Grande Duque Mormont, é de certa forma o representante racial Valaryn em Eridania. Durante a guerra civil foi severamente pressionado quanto à posição Valaryn, e forçado à firmar contratos de sangue. Em contrato foram fixados o tamanho e quantidade limitada tanto de forças mercenárias, bem como a permissão de uma força de paz com um diplomata, curandeiro e engenheiro junto de cada governante.
Eolline Fiora, rainha (29): Rainha de Sedacia, jovem reino que separou-se de Landis. Teve envolvimento com o imperador, e é mãe de dois filhos seus, extraoficialmente chamados de "bastardos reais"
Geoffrey Dawnson, falecido hierarca (47): Hierarca humano Thenal que governava a região da Antiga Falonde. Foi substituído pelo hierarca Maldrov quando Endrach tornou-se imperador, citando sua incompetência contra Sadria. Pereceu pouco após em um ataque Sadriano.
Gustavo Moroni, marechal de campo (40): Líder das forças de Landis no território de Konsvow, é um homem firme, educado e eficiente, as qualidades ideais de um cavaleiro e de um cavalheiro Arlang. Pouco é conhecido de sua vida pessoal, exceto que é um soldado condecorado em sua terra natal.
Ignarius Endrach, sacro imperador (52): Governante do império de Konsvow, ao menos no papel. Era aprendiz do imperador Volmnar, e muitos acreditavam que próximo na linha de sucessão. Seu apoio em Hamask não é completo, com a tensão política ainda em alta. Contratou as forças de Landis para defender Hamask dos ataques de Mormont.
Kelaros Volmnar, falecido sacro imperador (57): Imperador anterior a Endrach, era escriba real, historiador e arqueólogo. Hábil diplomata, durante seu governo divergiu grandes fundos à descoberta, engenharia e história, reforçando a revolução cultural. Morreu sem um Elo do Dragão ativo, causando alvoroço na política do império.
Nicolao Viencel, imperador (34): Imperador de Landis ao sul. É um homem determinado e cruel para os padrões do norte, mas que age exatamente como a política Landissiana exige. Apesar da força que o império demonstra para fora, sofre severa oposição em casa, com consórcios, nobres e generais opondo-se discretamente após a separação de Sedacia.
Roger Hasart, capitão cavaleiro (38): Líder da Irmandade do Lobo de Rosania, é amado pelos cavaleiros devido à sua noção de bondade e pureza extrema. Mais de uma vez já colocou-se publicamente contra o Grande Duque, recusando a permitir que a Irmandade suje as mãos. A posição prestigiosa da Irmandade o mantem protegido, por hora.
Stuart I, falecido sacro imperador (65): Humano Thenal, imperador que escolheu o Sacro Imperador Volmnar como seu sucessor, quebrando a tradição de três imperadores anteriores humanos.
Stuart Mormont, grande duque (63): Thenal responsável por toda a região oeste de Konsvow, conhecida como Eridania, posição tradicionalmente ocupada por um humano, povo maioria nessa região, que denunciou publicamente o imperador Endrach como uma fraude, e iniciou um movimento de união contra Hamask. Lidou severamente com a rebelião armada Thalis, esmagando suas forças, retirando seus direitos e ocupando seus territórios.



Grupos

A Ordem Paragnóstica: O braço de historiadores, arqueólogos e exploradores oficial do Estado. Foi amplamente renovado pelo falecido Sacro Imperador Volmnar, e durante seu governo cresceu grandemente. É responsável por diversas das descobertas históricas do império. É dito que existe desde antes da era atual, e que ainda é guardião de uma perigosa reserva de artefatos.
Arquimagos: Nome extraoficial para o conselho de Hierarcas que servem ao Sacro Imperador. Seu poder foi severamente fraturado com a situação política do império, com diversos candidatos ao trono se politizando e usando a influência de seus feitos e famílias. Atualmente o conselho é composto apenas por aliados do Sacro Imperador, ou que o admitem publicamente.
Cavaleiros de Baradiss: A guarda de honra do Baradiss e do duque da região de Thalanis. São compostos por aristocratas das famílias da região, e representam o orgulho Thalis.
Cavaleiros do Corno: A prestigiosa ordem de guardiões de Hamask, apenas os melhores e mais resolutos cavaleiros Hamaskin são chamados à suas fileiras. Seus cavaleiros prezam a honra e a pureza de espírito e ideais acima de tudo. A historia antiga conta que os Cavaleiros do Corno eram uma instituição entre os Thaar desde a fundação da Antiga Hamask.
Culto dos Deuses Antigos, religião: Um termo geral usado para se referenciar aos deuses bárbaros louvados pelos povos de outrora. Seus nomes são diversos, de panteões à deuses locais, os mais conhecidos sendo os Cinco (o Cavaleiro, a Mãe da Colheita, o Ferreiro, o Caçador, e a Fúria), o Homem Verde, A Senhora do Lago, a Luanegra e o Pai das Ondas. O Karismo não permite pregação de nenhum tipo dentro de Konsvow, mas a realidade é que nas vilas distantes muitos ainda seguem os costumes dos deuses antigos, e mesmo vilas inteiras podem viver sob controle de um demônio e poucos saberiam.
Frente de Libertação Hamaskiana: Um dos grupos terroristas de Hamask, descontentes com o Regime de sua terra natal, dispostos à queimar em destruir em nome de seu objetivo. Recentemente o Movimento de União do Povo, e a Liga Egalitaria Nacional, dois movimentos políticos da região, foram esmagados pelo Sacro Imperador e muitos de seus membros levados à guilhotina. Os sobreviventes se uniram ao Movimento Revolucionário e os terroristas Filhos do Dragão formando o grupo radical.
Guarda Negra: Uma das ordens de cavalaria do reino de Landis ao sul. A Guarda Negra é uma das mais prestigiosas do reino, e é composta por cavaleiros hábeis em espada e os caminhos da corte. As más linguas dizem que também são espiões, assassinos e feitores com o coração tão negro quanto seu nome.
Igreja do Criador, religião: Uma religião mais comum ao Sul, prega que o mundo foi criado, ou ordenado, por uma força maior. A religião fala de pureza física e mental, viver uma vida regrada e sem excessos. Muitos de seus membros também denunciam feiticeiros e o perigo que sua hubris representa.
Irmandade do Lobo: A guarda de honra de Rosania e do Grande Duque, são cavaleiros aristocratas com linhagens que os levam aos antigos Reis Gêmeos, cuja lenda conta que os reis e chefes guerreiros dos Thenal descendem. Seus ideais de justiça e bondade os colocam acima de outras irmandades aristocráticas, e apenas os mais puros são permitidos.
Karismo, religião: A força governante de Konsvow. O Karismo é parte filosofia, parte religião, e muitas partes Estado. É uma religião da razão, que instiga o avanço arcano e proibe o louvor, governada por feiticeiros. É intrínseca à Konsvow e de certa forma o Karismo É o Estado, visto que permeia quase todos os aspectos da vida pública da nação. Apenas feiticeiros podem avançar às posições de liderança temporal em qualquer área, de governança de região à direção de orgãos públicos.
Lealistas do Olho Nublado: Um conselho discreto de feiticeiros poderosos dedicados aos segredos da Arte, sem envolvimento do governo. É preenchido por feiticeiros membros do Karismo, bem como os que não, sejam desinteressados por poder secular ou por rebeldes políticos. O grupo é mais para uma irmandade ou clube do que para um partido político.
Mosqueteiros Reis de Landis: Segunda parte das forças de Landis, é um exército composto com batedores, cavaleiros leves, mosqueteiros e canhoneiros. Tecnicamente são as divisões da 4ª à 9ª.
Reino de Landis: Um grande império ao Sul, a quase uma semana de navio seguindo pela costa rumo Sudoeste. A cultura do império Arlang é vastamente diferente de Konsvow. A religião oficial é a do Criador, que enquanto não se mistura com o estado permeia múltiplos elementos da sociedade com seus ensinamentos de pureza de corpo e espírito.
Reino de Lesteiniara: O lar ancestral do povo Valarynn, compreende as altas montanhas do Sudoeste e parte dos territórios próximos. Estrangeiros podem entrar em sua fronteira e permanecer nas vilas próximas, mas a Cidade de Lianar é proibida à todos que não são convidados. Rivalizando mesmo Hamask em tamanho, a cidade arcana é o coração de sua cultura. O reino clama protetorado sobre a ilha amaldiçoada de Elhedond, e não permitem que ninguém aproxime-se.
Reino de Sadria: Localizado ao leste de Hamask, Sadria é um reino de chefes guerreiros e povo thaar e krasis pouco aculturado. Por gerações Konsvow anexou pedaços da região fraturada em seu império, porém recentemente seus clãs unram-se mais fortemente, resistindo e mesmo atacando o império maior.
Reino de Sedacia: Sedacia é um reino jovem, recentemente tendo se libertado do império de Landis através de uma série de batalhas sangrentas conhecidas como Guerra dos Conselheiros.
Resistência Thalis: A união de guerreiros, nobres, soldados e milicianos, que enfrentam a ocupação Thenal em Thanalis. O grupo é leal ao hierarca Valcroix, mas enfrenta problemas logísticos conforme grande part do próprio povo Thalis não ousa erguer em armas, primariamente devido à violência retaliatória excessiva que já sofreram.
Sociedade de Argannon: O braço oficial de engenheiros, inventores e encantadores do Karismo, é um grupo rico e de vasto poder, responsável por diversas das inovações que marcam Konsvow como superior. Em seus estaleiros são criados navios voadores, em suas lojas runas são aprimoradas, em suas fábricas os mais delicados Motores de Neblina são criados para sustentar os avanços fantásticos de Hamask. Fora de Hamask, e talvez Rosania, são muito pouco vistos.

This entry was posted on sexta-feira, março 24, 2017 at 13:56 and is filed under . You can follow any responses to this entry through the comments feed .

0 comentários

Postar um comentário